PSD de Matosinhos denuncia existência de ratos nos jardins públicos do concelho

29 de Março 2024

O PSD de Matosinhos denunciou hoje a presença de ratos em jardins públicos do município, acusando a presidente da autarquia, Luísa Salgueiro de “continuar a colocar em causa a saúde pública” apesar do alerta feito em fevereiro.

Na denúncia, acompanhada de um vídeo, datada de 21 de março deste ano, onde são visíveis dois ratos no jardim defronte da Câmara Municipal, o vereador social-democrata, Bruno Pereira, afirma que “já não é possível usufruir dos parques infantis, como, por exemplo, no do Jardim Basílio Teles, ou de outros espaços de lazer, já que os ratos ocupam aqueles espaços públicos e adjacentes”.

Neste contexto, o autarca social-democrata acusa Luísa Salgueiro, também presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses, de “continuar a colocar em causa a saúde pública dos matosinhenses, apesar das múltiplas chamadas de atenção para este flagelo nos últimos tempos”.

Na resposta à Lusa, a câmara negou que “existam focos da presença de roedores em parques infantis”, referindo ainda que “não deu entrada nos serviços nenhuma participação nesse sentido”, sublinhando que “estas estruturas, pela natureza da sua utilização, têm, por parte desta autarquia uma fiscalização constante e atenta”.

“Na recente reunião pública do executivo de 21 de fevereiro de 2024, diversos autarcas da oposição alertaram para a proliferação de ratos, em diversos pontos do concelho, com especial incidência nas zonas urbanas de Guifões, Senhora da Hora e Matosinhos, junto à unidade crematória de Matosinhos”, assinala o vereador social-democrata.

Bruno Pereira acrescenta que “recentemente informou institucionalmente o delegado de saúde municipal e Luísa Salgueiro da existência de falhas e ineficiência na recolha de resíduos orgânicos em locais fechados, como casas de lixo, pois os restos alimentares em decomposição originaram a proliferação de pragas, tais como larvas, entre outros vermes”.

Em face das “queixas e alertas públicos de munícipes”, o autarca nota ser “por demais evidente a falta de organização da Câmara de Matosinhos e irresponsabilidade de Luísa Salgueiro”.

O vereador promete levar o assunto à próxima reunião do município enfatizando que a “saúde e a salubridade pública não podem ficar à mercê da ineficácia política de Luísa Salgueiro na gestão da recolha de resíduos e na limpeza dos espaços públicos”.

A câmara defende-se, argumentando que “tem implementado um Plano de Desratização Preventiva e um Plano de Desratização Curativa e todos os anos realiza, nestes dois âmbitos, mais de 300 desratizações”.

“Para além de monitorizarmos em permanência focos de especial incidência, nos quais atuamos de forma célere, temos ainda calendarizado um conjunto de ações de desratizações, levadas a cabo em toda a geografia do concelho, em todas as freguesias, em locais que identificamos como potenciais focos de aparecimento de roedores”, prossegue a resposta da autarquia do distrito do Porto.

A terminar, o município indicou que “estas ações são concertadas entre a autarquia, o prestador privado que procede as ações de desratização, incluindo amiúde a Indaqua, no caso de ser necessária a intervenção nas suas estruturas. De referir ainda o plano de limpeza de baldios que mitiga a propagação de roedores”.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Exposição “Arte e Vida: Enfrentar a Esclerose Múltipla” de Emanuel Ribeiro abre em Lisboa

O artista Emanuel Ribeiro apresenta três das suas mais impactantes obras – “À Deriva”, “Grito Mudo” e “Libertação” – na exposição “Arte e Vida: Enfrentar a Esclerose Múltipla”. Organizada pela Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM), com o apoio da Merck e do El Corte Inglés (ECI), a exposição visa retratar as complexidades, desafios e triunfos da vida com esclerose múltipla.

Futuros nutricionistas enfrentam “tubarões” no Teatro Thalia

A NOVA Medical School vai trazer para a academia o conhecido modelo de captação de negócio ‘Shark Tank’, dia 28 de junho no Teatro Thalia, em Lisboa, proporcionando uma plataforma para os alunos finalistas da Licenciatura em Ciências da Nutrição se apresentarem ao mercado de trabalho.

Relatório de saúde STADA 2024: sistemas de saúde na Europa precisam de reformas urgentes

Os sistemas de saúde europeus estão em crise e necessitam de uma reforma urgente, revela o Relatório de Saúde da STADA 2024. Este inquérito representativo, que envolveu cerca de 46.000 entrevistados em 23 países europeus, destaca que os sistemas de saúde não conseguem atender adequadamente às necessidades de muitos europeus, levando-os a assumir a responsabilidade pela sua própria saúde.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights