Cerca das 09:05 em Lisboa, o EuroStoxx 600 subia 0,53% para 365,49 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt avançavam 0,76%, 0,46% e 0,21%, respetivamente, bem como as de Madrid e Milão, que subiam 1,21% e 0,59%.

Depois de ter aberto em alta, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 09:05, o principal índice, o PSI20, subia 0,56% para 4.391,95 pontos.

Os novos estímulos para desempregados aprovados no sábado pelo Presidente norte-americano, Donald Trump, estavam hoje a animar as bolsas europeias pelo impacto económico que terão.

As sanções impostas por Washington a Hong Kong estavam a atingir a bolsa deste enclave, que descia 0,6%, enquanto a bolsa de Tóquio permaneceu fechada devido a um feriado.

A inflação na China subiu duas décimas em julho para 2,7%.

Na sexta-feira, a bolsa de Nova Iorque fechou mista, com o Dow Jones a avançar 0,17% para 27.433,48 pontos, contra 29.551,42 pontos em 12 de fevereiro, atual máximo desde que foi criado em 1896.

Em sentido contrário, o Nasdaq fechou a descer 0,87% para 11.010,98 pontos contra o atual máximo de sempre, de 11.108,07 pontos, em 6 de agosto.

A nível cambial, o euro abriu hoje em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, mas a cotar-se a 1,1765 dólares, contra 1,1787 dólares na sexta-feira e o máximo desde 15 de maio de 2018, de 1,1880 dólares em 06 de agosto.

O barril de petróleo Brent para entrega em outubro abriu com tendência ascendente, a cotar-se a 44,77 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 44,40 dólares na sexta-feira.

NR/HN/LUSA

Share This