Aumenta para dez número de mortos em surto de ‘legionella’ no Grande Porto

26 de Novembro 2020

O surto de legionella que afeta a região do Grande Porto causou esta quinta-feira mais uma morte, elevando para 10 o número de óbitos registados devido à doença, avançou fonte da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte).

Segundo a mesma fonte, o óbito verificou-se no Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, onde continuam internadas cinco pessoas.

Das 48 deram entrada na unidade desde o início do surto, a 29 de outubro, oito morreram.

No Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim, onde segundo a ARS-Norte também não houve um aumento no número de casos diagnosticados, estão internadas duas pessoas.

Das 29 ali assistidas, duas morreram.

Já no Hospital S. João, no Porto, segundo a ARS-Norte, estão internadas quatro pessoas, das 10 que deram entrada nesta unidade de saúde.

Assim, no total, o surto de ‘legionella’, que afetou os concelhos de Matosinhos, Vila do Conde e Póvoa de Varzim, já registou, desde 29 de outubro, 87 casos, sendo que 11 continuam internadas e 10 acabaram por morrer devido a complicações associadas com a doença.

Na semana de passada, as autoridades de saúde confirmaram que foi detetada a presença de ‘legionella’, numa das torres de refrigeração do centro de distribuição da empresa de laticínios Longa Vida, em Perafita, concelho de Matosinhos.

A empresa revelou, em comunicado, que tinha desligado “preventivamente” o equipamento, a 10 de novembro, informando que “não recebeu informação sobre a correlação entre a presença desta bactéria” nas torres de refrigeração e a origem do surto que atingiu o Norte do país.

O Ministério Público já tinha antes anunciado a abertura de um inquérito para investigar as causas do surto.

A doença dos legionários, provocada pela bactéria ‘Legionella Pneumophila’, contrai-se por inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis) de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Esclerose Múltipla

Cristiana Lopes Martins, fisiatra nos hospitais de Portimão e Lagos (Unidade Local de Saúde do Algarve) e na Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano; Eduarda Afonso, fisiatra no hospital de Faro (Unidade Local de Saúde do Algarve)

Enfermeiros querem reunir com António Gandra d’Almeida

O Sindicato Nacional dos Enfermeiros (SNE) saudou esta quarta-feira a eleição de António Gandra d’Almeida como novo diretor executivo do Serviço Nacional de Saúde. Em declarações ao nosso jornal, o responsável afirmou que vai solicitar uma reunião com António Gandra d’Almeida e a nova equipa.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights