Resolvido surto no lar da Misericórdia de Serpa que provocou 15 mortos

14 de Janeiro 2021

O surto de Covid-19 que infetou 92 pessoas no lar da Santa Casa da Misericórdia de Serpa, no distrito de Beja, e provocou 15 mortos, está resolvido, revelou esta quinta-feira o provedor.

“Felizmente, o surto está resolvido”, disse à agência Lusa António Sargento, referindo os outros infetados já estão recuperados.

De acordo com o provedor, o lar vai ser desinfetado no domingo, às 17:00, “seguindo o protocolo que se cumpre em todos os lares atingidos por surtos” de Covid-19.

No domingo, acrescentou, os utentes do lar vão ser transferidos para a Zona de Concentração e Apoio à População (ZCAP), situada no Pavilhão Municipal dos Desportos, na cidade de Serpa, onde ficarão alojados durante o tempo necessário para a realização da desinfeção.

O surto no Lar de S. Francisco infetou 92 pessoas com o vírus que provoca a doença Covid-19, nomeadamente 75 utentes – 15 dos quais morreram – e 17 funcionários.

O primeiro caso de infeção confirmado no lar foi o de um funcionário, que, após começar a ter sintomas, fez um teste de despiste do vírus da Covid-19, cujo resultado positivo foi conhecido no passado dia 24 de novembro.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.963.557 mortos resultantes de mais de 91,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo o mais recente balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 8.236 pessoas dos 507.108 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Centro de Saúde de Óbidos reabre na sexta-feira

O Centro de Saúde de Óbidos vai reabrir na sexta-feira, após uma requalificação de mais de meio milhão de euros financiados Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), informou a Unidade Local de Saúde (ULS) do Oeste.

Papa levado para o hospital para fazer exame médico

O Papa Francisco foi levado hoje a um centro médico ligado do hospital Gemelli, na ilha Tiberina, em Roma, para um exame médico após a audiência geral no Vaticano, disseram fontes do Vaticano à agência de notícias ANSA.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights