Ministra “não tem limites” nas negociações com os sindicatos

20 de Abril 2024

A ministra da Saúde afirmou hoje “não ter limites a priori” nas negociações com os sindicatos dos médicos, enfermeiros e farmacêuticos, admitindo desconhecer ainda os cadernos reivindicativos destes profissionais de saúde.

“Os sindicatos, nas reuniões que vamos fazer, apresentarão o seu caderno de encargos e nós, com toda a seriedade e lealdade, vamos dialogar sobre esses cadernos de encargos, que ainda não conhecemos neste momento”, disse a ministra Ana Paula Martins, no final da conferência “Portugal quer mais Europa… na Saúde?”, que decorreu hoje na Fundação Champalimaud, em Lisboa.

Ana Paula Martins referia-se às primeiras reuniões entre a nova equipa ministerial e os sindicatos dos médicos, enfermeiros e farmacêuticos, que arrancam na próxima semana.

Em declarações aos jornalistas, disse ser intenção do Governo “ir tão longe quanto for possível”, garantindo estar disponível para chegar “aos consensos necessários e possíveis”.

“Estamos muito empenhados em conseguir encontrar pontos de acordo, por isso não temos um limite a priori”, afirmou.

Questionada sobre a recente denúncia do Sindicato Independente dos Médicos (SIM) de irregularidades nos recibos de vencimento de alguns profissionais que não estão a receber o que deviam, a ministra escusou-se a comentar, alegando desconhecer esses casos: “Não tenho nenhum conhecimento factual. Ao ministério da saúde e ao gabinete não chegou nenhuma informação sobre essa matéria”.

Ana Paula Martins revelou ainda que antes das reuniões sindicais, irá começar a receber esta segunda-feira várias ordens profissionais, que elaboraram um documento com o que consideram ser as prioridades para a legislatura.

A Ordem dos Psicólogos é uma das entidades que irá estar presente nessas reuniões, onde se deverá abordar a questão das consultas de psicologia.

No encontro na Fundação Champalimaud, a ministra salientou a importância da saúde mental e psicológica, como uma das prioridades do ministério e do Governo, prometendo reforçar até ao final de 2026 o Programa Nacional de Saúde Mental.

“Queremos muito conversar sobre as consultas de psicologia e a sua devida integração no Programa Nacional de Saúde Mental, que está em muito bom ritmo e tem um projeto que já começou e vai continuar e que nós vamos continuar a apoiar e a reforçar até ao final de 2026″.

No encontro, a ministra apontou também a luta contra o cancro como uma das prioridades do Governo, defendendo que também nesta área são precisas mais verbas.

A saúde é um dos temas dos três debates que estão a decorrer na Fundação Champalimaud sobre a Europa promovidos em parceria pelas organizações cívicas Nossa Europa, SEDES – Associação para o Desenvolvimento Económico e Social e European Policy Centre.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Esclerose Múltipla

Cristiana Lopes Martins, fisiatra nos hospitais de Portimão e Lagos (Unidade Local de Saúde do Algarve) e na Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano; Eduarda Afonso, fisiatra no hospital de Faro (Unidade Local de Saúde do Algarve)

Enfermeiros querem reunir com António Gandra d’Almeida

O Sindicato Nacional dos Enfermeiros (SNE) saudou esta quarta-feira a eleição de António Gandra d’Almeida como novo diretor executivo do Serviço Nacional de Saúde. Em declarações ao nosso jornal, o responsável afirmou que vai solicitar uma reunião com António Gandra d’Almeida e a nova equipa.

Fernando Araújo: Autorizações para contratar médicos “têm demorado menos que três dias úteis”

Na comissão parlamentar de Saúde, esta quarta-feira, Fernando Araújo apresentou os feitos da reforma do Serviço Nacional de Saúde e da equipa que liderou enquanto diretor executivo. A reforma “tem conseguido alterar esta burocracia, estes patamares administrativos, estes tempos que eram incomportáveis na gestão do SNS”, tendo decorrido com o envolvimento dos profissionais: “de baixo para cima”.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights