Bairro piscatório de Espinho com nove casos positivos

13 de Junho 2020

A Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte adiantou hoje que 41 pessoas de um bairro piscatório em Espinho, Aveiro, fizeram o teste à covid-19 devido a um “pequeno surto” lá existente tendo, até agora, nove deles dado positivo.

Até ao momento já foram conhecidos 26 dos 41 testes realizados, tendo nove deles dado positivo e 17 negativos, revelou a ARS, em comunicado.

A estas 41 pessoas foi determinado o confinamento obrigatório dos casos positivos e o isolamento profilático dos seus contactos próximos, sublinhou.

Os dados apresentados pela ARS do Norte divergem dos fornecidos hoje, em conferência de imprensa, pela Direção-Geral de Saúde (DGS) que fala na realização de 54 testes.

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, confirmou hoje ter sido identificado um “pequeno surto” de covid-19, aparentemente “circunscrito” num bairro piscatório de Espinho, tendo sido realizados 54 testes, dos quais 14 deram positivo.

Na nota, a administração de saúde explicou que, na terça-feira, teve conhecimento de um caso positivo de um residente no bairro, tendo dado início à investigação epidemiológica, nomeadamente identificação dos contactos, avaliação do risco da exposição e determinação das medidas de saúde públicas necessárias e adequadas.

No dia seguinte foram identificados oito casos suspeitos, que acabaram por dar positivo, e que diziam respeito a três agregados familiares, estando um destes associados a um café, agora encerrado.

“As Autoridades de Saúde continuarão atentas à evolução desta situação e a desenvolver as medidas consideradas necessárias, em articulação com as entidades da comunidade, como a autarquia e as forças de segurança, para que seja assegurado o cumprimento adequado dessas medidas”, referiu.

A Câmara de Espinho identificou na sexta-feira “uma potencial cadeia de transmissão ativa de covid-19” no bairro piscatório da Marinha, na freguesia de Silvalde, tendo já procedido ao confinamento dos envolvidos e identificado terceiros eventualmente contaminados.

Segundo fonte da autarquia, “a situação está a ser acompanhada pelos Serviços Municipais de Proteção Civil, pelas autoridades de saúde e pelas forças de segurança”, estando a contaminação já “circunscrita” de acordo com as orientações sanitárias vigentes – o que implica agora a realização de testes de rastreio a “todos os contactos identificados”.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 427 mil mortos e infetou mais de 7,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.512 pessoas das 36.463 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

OMS lança iniciativa SPECS 2030

A Organização Mundial de Saúde (OMS) acaba de lançar a iniciativa SPECS 2030, inserida na Global SPECS Network que tem como principal objetivo unir uma rede global de participantes para atingir a meta global do erro refrativo para 2030, que consiste no aumento de 40% na cobertura efetiva desta patologia.

Os enfermeiros (também) são cientistas

Lara Cunha: Enfermeira Especialista em Enfermagem Médico-cirúrgica; Research Fellow na Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra

49% das deslocações forçadas no mundo ocorrem em África

Conflitos, alterações climáticas, pobreza extrema e insegurança alimentar fazem disparar deslocações forçadas no continente africano e irão obrigar mais de 65 milhões de pessoas a fugir das suas casas até ao final de 2024. Subfinanciamento surge como principal ameaça à ajuda humanitária.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights