Papa pede proteção para refugiados e ambiente durante pandemia

21 de Junho 2020

O Papa Francisco afirmou hoje que a crise pandémica destacou a necessidade de garantir a necessária proteção também aos refugiados e apelou para que, com o regresso das atividades pós confinamento, se continue a proteger o ambiente.

Na habitual oração dominical Angelus, na janela do palácio pontífice, o Papa recordou que no sábado, as Nações Unidas celebraram o Dia Mundial dos Refugiados e exortou um empenho renovado e eficaz de todos a favor da proteção efetiva de cada ser humano, em particular os que se têm sentido obrigados a fugir devido a situações de grave perigo para si e para as suas famílias.

“Outro aspeto que a pandemia nos fez refletir foi a relação entre o Homem e o meio ambiente”, acrescentou.

Francisco recordou que durante a quarentena “diminuiu a contaminação” no ambiente e “redescobriu-se a beleza de muitos lugares livres de trânsito e de ruído” e, por isso, insistiu: “Agora, com a retoma das atividades, todos devemos ser mais responsáveis em cuidar deste lugar comum que é de todos”.

Neste sentido, elogiou todas as iniciativas que acontecem em toda a parte do mundo, com esse propósito, e que estimulam “uma cidadania cada vez mais consciente deste bem comum essencial”.

Por outro lado, o pontífice argentino recordou que hoje, no seu país natal, e noutras partes do mundo, se celebra o Dia do Pai e, por isso, quis garantir a sua proximidade e oração “a todos os papás”.

“Sabemos que ser papá não é uma tarefa fácil e por isso rezemos por eles. Assim como todos os nossos pais que continuam a proteger-nos desde o céu”, apelou o Papa.

Francisco fez ainda notar que, pouco a pouco, há cada vez mais peregrinos aos domingos na praça de São Pedro, e que chegam de outros países, depois do confinamento por causa da pandemia ter obrigado a fechar aquele espaço ao público.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Relatório de saúde STADA 2024: sistemas de saúde na Europa precisam de reformas urgentes

Os sistemas de saúde europeus estão em crise e necessitam de uma reforma urgente, revela o Relatório de Saúde da STADA 2024. Este inquérito representativo, que envolveu cerca de 46.000 entrevistados em 23 países europeus, destaca que os sistemas de saúde não conseguem atender adequadamente às necessidades de muitos europeus, levando-os a assumir a responsabilidade pela sua própria saúde.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights