IPDJ lança campanha de sensibilização nos cinco munícipios de Lisboa mais afetados

1 de Julho 2020

O Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) promove a partir de quinta-feira uma campanha de sensibilização em Lisboa, Loures, Odivelas, Amadora e Sintra, onde se situam as freguesias em estado de calamidade devido à covid-19, foi hoje divulgado.

Em comunicado, o IPDJ explica que este programa de voluntariado vai “prestar informação, de maneira informal e participativa, à comunidade jovem, no que diz respeito a questões de segurança”, decorrendo junto de locais públicos e estabelecimentos comerciais.

As ações, que vão juntar cerca de 120 voluntários, têm início a partir de quinta-feira e vão decorrer até 12 de julho nos municípios de Lisboa, Loures, Odivelas, Amadora e Sintra, os cinco concelhos da Área Metropolitana de Lisboa onde estão localizadas as 19 freguesias em estado de calamidade devido à covid-19.

“Na certeza de que os jovens poderão ter um papel fundamental nestas iniciativas, o objetivo central desta ação de voluntariado é contribuir para a segurança dos cidadãos, multiplicando os esforços de prevenção, contenção e mitigação da doença”, sublinha a nota da IPDJ.

A generalidade de Portugal Continental entra hoje em situação de alerta devido à pandemia de covid-19, com exceção da AML, que passará para o estado de contingência.

Dentro da AML, que é constituída por 18 municípios, 19 freguesias de cinco concelhos continuarão em estado de calamidade, já que, segundo disse o primeiro-ministro na semana passada, é onde se concentra agora “o foco de maior preocupação de novos casos [de infeção] registados”.

As 19 freguesias que vão permanecer em estado de calamidade são: Santa Clara (Lisboa), as quatro freguesias do município de Odivelas (Odivelas e as uniões de freguesias de Pontinha e Famões, Póvoa de Santo Adrião e Olival Basto, e Ramada e Caneças), as seis freguesias do concelho da Amadora (Alfragide, Águas Livres, Encosta do Sol, Mina de Água, Venteira e União de Freguesias de Falagueira e Venda Nova), seis freguesias de Sintra (uniões de freguesias de Queluz e Belas, Massamá e Monte Abraão, Cacém e São Marcos, Agualva e Mira Sintra, Algueirão-Mem Martins e a freguesia de Rio de Mouro) e duas freguesias de Loures (uniões de freguesias de Sacavém e Prior Velho, e de Camarate, Unhos e Apelação).

Nestas freguesias foram impostas medidas especiais de confinamento, como o “dever cívico de recolhimento domiciliário”, ou seja, as pessoas só devem sair de casa para ir trabalhar, ir às compras, praticar desporto ou prestar auxílio a familiares.

Os ajuntamentos ficam limitados a cinco pessoas e estão proibidas as feiras e mercados de levante.

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Serviços de urgência a funcionar com limitações na próxima semana

Trinta e três serviços de urgência em todo o país vão estar a funcionar com limitações na próxima semana, verificando-se uma “melhoria real” nas especialidades com constrangimentos, indicou hoje a Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE-SNS).

João Emílio Cardoso: “Há farmacêuticos residentes que estão a ser utilizados como força de trabalho”

As dificuldades sentidas pelos residentes farmacêuticos residentes são sobreponíveis às dos internos, quem o diz é o Membro da Comissão Instaladora da Associação Portuguesa dos Farmacêuticos Residentes (APFR). Segundo João Emílio Cardoso, há locais onde estes profissionais “estão a ser utilizados como força de trabalho”. “Vemos com preocupação estas situações, até porque não temos, em Portugal, um corpo de farmacêuticos especialistas que possam suprir essas faltas”, afirmou. 

Açores investiu 17 ME nas carreiras do setor da saúde

O Governo dos Açores investiu cerca de 17 milhões de euros, até 30 de novembro deste ano, na valorização das carreiras dos profissionais de saúde, anunciou hoje a secretária regional da Saúde, Mónica Seidi.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights