EUA registam 2.109 mortos e 198.477 casos em 24 horas

18 de Janeiro 2021

Os Estados Unidos registaram 2.109 mortos e 198.477 infetados com o novo coronavírus em 24 horas, segundo a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

O país contabiliza agora 23.923.062 casos e 397.494 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia.

Espera-se que o país quebre a barreira das 400 mil mortes entre segunda-feira e terça-feira.

O estado de Nova Iorque continua a ser o mais duramente atingido pela pandemia com 40.993 mortes, da Califórnia com 33.551.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos e também com mais casos de infeção confirmados.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.022.740 mortos resultantes de mais de 94,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

PS/Alexandra Leitão: “Não faz sentido parar uma reforma cuja implementação se iniciou em janeiro deste ano”

Foram os profissionais de saúde o “calcanhar de Aquiles” do partido que governou Portugal na última década? Se a história recente se repetir, conseguirá o PS revitalizar-se e resolver os problemas que perturbaram urgências, diagnósticos e tratamentos durante a sua governação? Como é que o modelo ULS responderia às principais necessidades dos portugueses? A ex-ministra e jurista Alexandra Leitão, cabeça de lista por Santarém, respondeu a estas perguntas em entrevista ao HealthNews sobre o programa eleitoral do Partido Socialista: Plano de Ação para Portugal Inteiro.

AD/Ana Paula Martins: “Recursos humanos na saúde é a principal preocupação da AD”

Com as Eleições Legislativas 2024 à porta, as promessas nos partidos florescem. Mas o que é que a Aliança Democrática (AD) propõe de diferente para o setor da Saúde? Foi esta e mais perguntas que o nosso jornal quis ver respondidas em entrevista à candidata número três por Lisboa. Em Exclusivo, Ana Paula Martins afirmou que a coligação PSD/CDS-PP e PPM quer resolver de vez o problema de recursos humanos na saúde, garantindo: “Não vamos reter ninguém. Somos completamente contra pactos de permanência”. Entre as diversas propostas da AD destaca-se a implementação de um Plano de Emergência SNS 2024-2025, um Plano de Motivação dos Profissionais de Saúde, a digitalização e reorganização de algumas áreas do sistema.

CHEGA/Pedro Frazão: “Queremos acabar com a Direção Executiva”

Conhecidos pela sua forte oposição às políticas de Saúde da esquerda, o CHEGA promete um novo paradigma na Saúde. No especial Legislativas 2024, o partido garantiu ao HealthNews que “o acesso à saúde será uma promessa cumprida” caso resultem vencedores nas próximas eleições. Pedro Frazão, o médico veterinário que volta a liderar a lista por Santarém, afirma que o CHEGA quer reverter algumas das reformas mais importantes do Serviço Nacional de Saúde. “Queremos alterar o Estatuto do SNS e revogar a previsão do diretor executivo”, sublinhou. 

IL/Joana Cordeiro: “A solução para a falta de médicos de família passa pela contratualização e criação de USF modelo C”

O acesso universal aos cuidados de saúde primários só pode ser conseguido com a contratualização com o setor privado e social, de acordo um dos partidos candidatos às Eleições Legislativas de 2024. Em entrevista ao HealthNews, Joana Cordeiro, cabeça de lista da Iniciativa Liberal (IL) pelo Distrito de Setúbal, destacou algumas das propostas do partido no âmbito da Saúde. A IL, que recusa ter como objetivo a privatização do Serviço Nacional de Saúde, diz que a solução para a falta de médicos de família passa pela criação de USF modelo C. 

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights