Madeira regista uma morte e 101 novos casos nas últimas 24 horas

27 de Novembro 2021

A Madeira registou, nas últimas 24 horas, uma morte associada à covid-19 e 101 novos casos, contabilizando agora 651 situações ativas, anunciou hoje a Direção Regional da Saúde (DRS).

Relativamente ao óbito, trata-se de uma doente de 78 anos, com comorbilidades associadas, que estava internada no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, informa a DRS.

Dos 101 novos casos, três importados e os restantes 98 são de transmissão local, de acordo com o boletim epidemiológico diário, que acrescenta que há hoje mais 68 doentes recuperados.

A Madeira passa, assim, a contabilizar 651 casos de covid-19 ativos, dos quais 37 são importados e 614 de transmissão local.

No que diz respeito aos internamentos, a região regista hoje 61 doentes hospitalizados, dos quais cinco encontram-se na Unidade de Cuidados Intensivos dedicada à covid-19.

Há também 46 pessoas a cumprir isolamento numa unidade hoteleira dedicada, permanecendo as restantes em alojamento próprio.

“No total, há 380 situações que se encontram hoje em apreciação pelas autoridades de saúde, estando estas relacionadas com viajantes identificados no aeroporto, contactos com casos positivos ou outras situações reportadas à linha SRS24 ou provenientes dos vários postos de testagem”, acrescenta a DRS.

Estão também a ser acompanhados 497 contactos de casos positivos pelas autoridades de saúde da região e 29.321 viajantes com recurso à aplicação “Madeira Safe”.

A Madeira regista desde o início da pandemia 13.518 casos confirmados de covid-19, 12.771 recuperações e 96 óbitos associados à doença.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

A DGS atribui hoje à região 91 novos casos e uma morte associada à covid-19, pelo que a Madeira, segundo estas contas, totaliza 14.222 infeções e 89 mortes devido à doença desde março de 2020.

A covid-19 provocou pelo menos 5.180.276 mortes em todo o mundo, entre mais de 259,46 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.393 pessoas e foram contabilizados 1.136.446 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

Uma nova variante foi recentemente detetada na África do Sul e, segundo a Organização Mundial da Saúde, o “elevado número de mutações” pode implicar maior infecciosidade.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

ULS de Braga celebra protocolo com Fundação Infantil Ronald McDonald

A ULS de Braga e a Fundação Infantil Ronald McDonald assinaram ontem um protocolo de colaboração com o objetivo dar início à oferta de Kits de Acolhimento Hospitalar da Fundação Infantil Ronald McDonald aos pais e acompanhantes de crianças internadas nos serviços do Hospital de Braga.

DE-SNS mantém silêncio perante ultimato da ministra

Após o Jornal Expresso ter noticiado que Ana Paula Martins deu 60 dias à Direção Executiva do SNS (DE-SNS) para entregar um relatório sobre as mudanças em curso, o HealthNews esclareceu junto do Ministério da Saúde algumas dúvidas sobre o despacho emitido esta semana. A Direção Executiva, para já, não faz comentários.

FNAM lança aviso a tutela: “Não queremos jogos de bastidores nem negociatas obscuras”

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) disse esta sexta-feira esperar que, na próxima reunião com o Ministério da Saúde, “haja abertura para celebrar um protocolo negocial”. Em declarações ao HealthNews, Joana Bordalo e Sá deixou um alerta à ministra: ” Não queremos jogos de bastidores na mesa negocial. Não queremos negociatas obscuras.”

SNE saúda pedido de relatório sobre mudanças implementadas na Saúde

O Sindicato Nacional dos Enfermeiros (SNE) afirmou, esta sexta-feira, que vê com “bons olhos” o despacho, emitido pela ministra da Saúde, que solicita à Direção-Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE-SNS) um relatório do estado atual das mudanças implementadas desde o início de atividade da entidade.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights