São Paulo aponta alta de 61% das internações de crianças e jovens

20 de Janeiro 2022

O governo regional do estado brasileiro de São Paulo informou esta quarta-feira que o número de crianças e adolescentes com Covid-19 internados em camas de terapia intensiva nos hospitais registou alta de 61% nos últimos dois meses.

Segundo dados da secretaria regional de saúde, em 15 de novembro do ano passado havia no estado de São Paulo 106 pacientes menores de 18 anos internados em estado grave em decorrência da Covid-19. Já no último dia 17 de janeiro, esse número passou para 171.

Num comunicado o governador de São Paulo, João Doria, frisou que os dados sobre o aumento de 61,3% no número de crianças e adolescentes internados “evidenciam a necessidade de acelerarmos a vacinação infantil.”

A imunização deste grupo gerou polémica no Brasil em razão de uma campanha publica liderada pelo atual Presidente do país, Jair Bolsonaro, e seus apoiantes contra a aplicação de vacinas contra a Covid-19 em crianças com idade entre 11 e 5 anos.

O Governo regional de São Paulo iniciou a imunização neste público no último dia 14 de janeiro num evento no Hospital das Clínicas em que um menino indígena de 8 anos tornou-se a primeira criança vacinada no Brasil na faixa etária entre 11 e 5 anos.

A campanha nacional de vacinação infantil em São Paulo e no país como um todo começou de facto no início desta semana.

Desde o início da pandemia o Brasil contabilizou mais de 621 mil mortos e pelo menos 23,2 milhões de infetados.

A Covid-19 provocou 5.553.124 mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

Uma nova variante, a Ómicron, classificada como preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral e, desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta em novembro, tornou-se dominante em vários países, incluindo em Portugal.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Projeto liderado pela ESEnfC vence Prémio Erasmus+

O projeto europeu de capacitação para a prática de cuidados de enfermagem multiculturais, “MulticulturalCare”, liderado pela Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC) e com coordenação da professora Ana Paula Monteiro, foi vencedor do Prémio Erasmus+ na categoria de Parcerias de Cooperação no Ensino Superior do ano 2023, foi anunciado na última terça-feira.

Sindepor vai impugnar concurso da ARS Norte

O Sindicato Democrático dos Enfermeiros (Sindepor) vai “contestar juridicamente a alteração súbita das regras de um concurso destinado à contratação de 61 enfermeiros para a Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte”, divulgou hoje o Sindepor.

Número de mortos em esfaqueamento na Austrália sobe para seis

O número de vítimas mortais do esfaqueamento que ocorreu hoje num movimentado centro comercial em Sidney, na Austrália, subiu de cinco para seis, depois de um dos feridos hospitalizados ter sucumbido aos ferimentos, confirmou a polícia australiana.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights