Médicos do Centro denunciam encaminhamento de utentes da SNS24 para urgências

31 de Dezembro 2021

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos denuncia o encaminhamento de utentes da Linha SNS24 para as urgências, a fim de realizar teste à covid-19, sem critério clínico.

Em comunicado enviado ontem à agência Lusa, a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) alerta para as consequências nefastas na resposta dos serviços de urgência hospitalares, visto que a Linha SNS24 está a “encaminhar utentes sem qualquer critério clínico e/ou sem sintomas ou sintomas ligeiros apenas e só porque essa é a única resposta para a realização de testes ao novo coronavírus”.

Segundo a mesma entidade, existem casos em que os utentes se deslocam por iniciativa própria com o mesmo objetivo.

“O recurso aos serviços de urgência para fazer teste é uma situação inadmissível, que pode colocar em causa a resposta aos casos emergentes e urgentes, e, também, a colocar pessoas saudáveis num contexto de maior risco”, afirma o presidente da SRCOM, Carlos Cortes, citado na nota de imprensa deste organismo.

Carlos Cortes acrescenta que a ida à urgência sem indicação médica é a prova de que o Ministério da Saúde não tem qualquer plano de resposta para fazer face à necessidade de testagem da população.

“Contribuir para o aumento do número de pessoas nos serviços de urgência hospitalar, a pretexto de fazer um teste, é a demonstração cabal de que ninguém organizou e planeou a resposta à testagem”, sublinha.

“O recurso indevido às urgências é inconcebível”, conclui o presidente da SRCOM, incentivando a tutela a uma revisão dos critérios de referenciação da Linha SNS24.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Carolina Guedes sobre a LisbonPH: “Somos o paradigma da mudança no setor da Saúde”

A LisbonPH, associação sem fins lucrativos fundada por estudantes empreendedores, organiza esta sexta-feira um evento comemorativo do seu décimo aniversário. Através do desenvolvimento de projetos focados no Profissional de Saúde, a associação tem trabalhado para ser o “paradigma da mudança no setor da saúde”. Em entrevista ao nosso jornal, a Presidente Executiva sublinhou alguns dos principais desafios e revelou as metas para a próxima década.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights